domingo, 30 de janeiro de 2011

Livros editados logo após o término da revolução

Um número espantoso de livros foram publicados logo após o término da revolução. Esses livros hoje, quase oito décadas depois, são uma fonte preciosa de informação sobre o que acontecia nos campos de batalha e nos gabinetes políticos da época.

A maioria esmagadora desses relatos são de voluntários paulistas, inspirados pelo ardor cívico da causa que abraçaram. Existem também relatos detalhados de comandantes militares que comentam as decisões tomadas e travam outra batalha - a da análise dos motivos da derrota paulista. Poucos deles foram escritos por soldados que lutaram pelo governo Vargas, talvez pela falta de convicção na causa que defendiam.
Abaixo uma pequena parcela destes muitos livros.

Photobucket

Pretendo ao longo do tempo comentar aqui no blog algumas dessas obras.
Inicio com os excelentes livros do escritor Origenes Lessa, "Não há de ser nada..." e "Ilha Grande".

Os dois livros foram escritos durante a prisão de Lessa em Ilha Grande e retratam de uma maneira cativante os acontecimentos nos quais o autor tomou parte.
Lessa foi voluntário no Batalhão Piratininga e foi enviado para o Vale do Paraíba lutando em Queluz, Vila Queimada e outras grandes batalhas na região. A narrativa traz ao leitor uma impressão bem clara de como era a vida em campanha e toda a dramaticidade das batalhas vividas por um voluntário. Foram dias difíceis, assustadores e confusos, principalmente para alguém que não tinha treinamento militar. Lessa acabou preso no Morro da Pedreira por uma tropa de Sergipe e embarcado de trem para o Rio até chegar no presídio na ilha.

"Ilha Grande" descreve de maneira quase poética os dias sem fim dos milhares de paulistas presos longe de casa e sem nenhuma informação a respeito do mundo exterior e dos acontecimentos no Teatro de Operações. Os inúmeros personagens que a narrativa apresenta vão dando a obra um panorama bem definido sobre como estavam os ânimos e esperanças dentro daquela ilha.

São dois livros que ainda podem ser encontrados em sebos, e que na minha opinião são obrigatórios para quem quer estudar os acontecimentos do período.
A diferença destes dois para muitos outros é a narrativa interessante, fácil e cativante que apenas alguém com a desenvoltura de Origenes Lessa poderia conceber.
Dois livros para serem devorados de um só golpe!

Photobucket

Nenhum comentário:

Postar um comentário