domingo, 20 de fevereiro de 2011

Insígnias antigas de São Paulo

Neste domingo trago aos leitores do blog algumas peças que tive o prazer de encontrar em um antiquário:
Três antigas insígnias das forças policiais de São Paulo, objetos que fizeram parte da história da cidade.
A primeira delas do 1o Batalhão de Caçadores da Força Pública, oval em metal com a figura do bandeirante Domingos Jorge Velho.

O 1o BC é a mais tradicional unidade policial de São Paulo, "cellula mater" da atual Polícia Militar do Estado. Criado em 1831 o Batalhão lutou na Guerra do Paraguai, na Revolta da Armada, na Guerra de Canudos, na Revolução de 1924 e em 1932 comandado pelo CEL Virgílio Ribeiro dos Santos o 1o BC cobriu-se de glórias no setor de Cunha e defendeu o solo paulista no Túnel da Mantiqueira.
Em 1951 sob o comando do CEL José Canavó Filho recebeu a denominação Batalhão Tobias de Aguiar.
A partir de outubro de 1970 o batalhão passa a operar como Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar e permanece atualmente como ponta-de-lança da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Photobucket

A outra uma belíssima insígnia esmaltada da extinta Guarda Civil de São Paulo, provavelmente anos 40.

Photobucket

E por fim uma insígnia de quepe de fabricação antiga e primorosa que foi usada tanto pela Força Pública de São Paulo, quanto pela atual Polícia Militar.

Photobucket

2 comentários:

  1. Que beleza, Ricky!
    O pessoal da ROTA vai adorar a primeira insígnia!

    ResponderExcluir
  2. João Marcos Carvalho21 de março de 2011 14:05

    Na foto em que aparece o TC Pedro Dias Campos, o militar gordo, de uniforme claro (cáqui), que está do lado esquerdo dele, é o general-de-divisão Eduardo Sócrates, que comandou as tropas legalistas contra os revolucionários tenentistas durante o levante de 5 de julho de 1924, em São Paulo.

    ResponderExcluir