segunda-feira, 30 de maio de 2011

Museu e Monumento do Ipiranga

Trago hoje aos leitores do blog uma série de imagens que fiz recentemente no Parque da Independência em São Paulo aonde se encontram o Museu Paulista e o Monumento do Ipiranga, que é na minha opinião um dos locais mais bonitos de São Paulo. Infelizmente as fotos dentro do museu são proibidas, assim não poderei mostrar a obra magnífica de Afonso d'Escragnolle Taunay no interior do edifício. Aproveito a oportunidade para levantar a questão a respeito desta proibição. A fotografia sem flash não danifica as obras expostas, então qual seria o real motivo da proibição que ocorre na maioria dos museus brasileiros? De todo modo, seguem as imagens que fiz em uma ensolarada manhã de sábado.

A construção de um monumento no local aonde foi proclamada a independência do Brasil foi autorizada pelo próprio Imperador Dom Pedro I um ano após o fato, porém apenas em 1890 é que o projeto avança com o projeto do escultor italiano Tommaso Gaudenzio Bezzi com a obra conduzida pelo empreiteiro Luigi Pucci, também italiano. A inauguração ocorreu em 7 de setembro de 1895 com uma grande solenidade. Alguns anos depois em 1908 o paisagista belga Arsenius Puttemans projetou e instalou os jardins em torno do edifício, inspirado no paisagismo barroco francês. Os jardins foram ampliados na obra de ajardinamento e de construção do Monumento, tendo em vista as celebrações que ocorreriam em 1922.

O Monumento à Independência foi planejado como parte das comemorações do centenário da independência. Em 1917, o Governo do Estado organizou um concurso, aberto à participação de artistas brasileiros e estrangeiros que apresentaram projetos e maquetes expostas no Palácio das Indústrias. O projeto vencedor foi o do artista italiano Ettore Ximenes, que teve seu projeto original alterado com a inclusão de episódios e personalidades vinculados ao processo da independência, tais como: a Revolução Pernambucana de 1817, a Inconfidência Mineira de 1789, as figuras de José Bonifácio de Andrada e Silva, Hipólito da Costa, Diogo Antonio Feijó e Joaquim Gonçalves Ledo. O monumento ainda incompleto foi inaugurado em 7 de setembro de 1922, sendo concluído quatro anos depois.

Photobucket

Photobucket

A placa de mármore com o nome do arquiteto foi colocada em 1932.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Abaixo um desfile da Força Pública de São Paulo, nos anos 1920.

Photobucket

Photobucket

As paradas militares de 7 de setembro passavam por este caminho, do museu ao monumento. Atualmente ocorrem no sambódromo, o que é no mínimo curioso.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Durante a Revolução de 32, o voluntário Sebastião Buck Tocalino posa na frente do monumento. Abaixo uma imagem da oficialidade da Força Pública em 1931 no mesmo local.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Em 1953 começou a ser construída a cripta onde seriam depositados os despojos da Imperatriz Leopoldina em 1954. Em 1972, consolidou-se a sua sacralização com a vinda dos despojos de D. Pedro I e posteriormente dos restos mortais de D. Amélia em 1984.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Um marco das comemorações de 1922 completamente abandonado e vandalizado.

Photobucket

Photobucket

Abaixo algumas medalhas e objetos comemorativos que fazem alusão ao Monumento da Independência. Uma medalha comemorativa do Centenário da Independência em prata, e um relógio que foi comercializado na mesma ápoca.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

A medalha de prata entregue em 1972 aos que fizeram parte da organização das comemorações do Sesquicentenário da Independência.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

8 comentários:

  1. Maravilhosas fotos! Parabéns!!
    ... Mas a última, INCOMPARÁVEL! =)
    Saudade da minha São Paulo...

    FANTÁSTICO, Ricardo!

    ResponderExcluir
  2. belo acervo de fotos!

    abnerbaptiste@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Suas fotos estão cada vez melhores! Você usa algum equipamento profissional? ABRAÇO do Oliveira.

    ResponderExcluir
  4. Ola Ricardo
    Lindas fotos parabens
    Gonçalo

    ResponderExcluir
  5. Nossa, gostei muito deste lugar. vou ir vizitar algum dia desses !

    ResponderExcluir
  6. Muito obrigada por postar fotos tão bonitas! Gostei da riqueza de detalhes. Meu filho está fazendo um trabalho sobre os monumentos e históricos e vc aguçou a curiosidade dele, pois agora ele quer ver tudo pessoalmente.

    ResponderExcluir
  7. Importantíssimo que mantenhamos nossa memória e que tão emblemático monumento seja cuidado e zelado por todos nós brasileiros em honra a tão linda terra, ao sonho de nosso Imperador e a efetividade de nossa constituição. Esse blog é excelente!

    ResponderExcluir
  8. Muito importante para a História do nosso Pais e se encontra no abandono e cruel..

    ResponderExcluir