terça-feira, 10 de abril de 2012

Lâminas do Império do Brasil

Tive recentemente a grata oportunidade de fotografar algumas peças de um acervo particular com algumas espadas do Império. São peças muito interessantes e que trazem os símbolos do Imperador D. Pedro II e o Brasão de Armas Imperial.

Estes sabres foram usados entre 1850-1870 por oficiais do Exército Brasileiro. Eram encomendados a tradicionais fabricantes europeus e importados por casas comerciais que os revendiam aos militares de acordo com seu gosto pessoal e condições financeiras. Quando da proclamação da República em 1889, várias destas peças foram alteradas e os símbolos que representavam o Império arrancados ou transformados. São peças magníficas com muita história, cruzaram o oceano a bordo de um navio para servir aqui no Império - tudo isso no Século XIX!

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Gebrüder Weyersberg - Solingen, Alemanha

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Peter D. Luneschloss & Co. - Solingen, Alemanha

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Francois Delacour & Backes - Paris, França (na lâmina e na guarda)

Photobucket

2 comentários:

  1. Ricardo. Que lindas, maravilhosas. !!!
    Parabéns ao colecionador.

    ResponderExcluir
  2. Existem mais algumas marcas conhecidas de importadores/fabricantes. Como importadores temos a casa Cunha Guimarães e a Azevedo Alves de Carvalho no Rio de Janeiro. No Sul, existem escassos exemplares com a marca Scholberg & Gadet (a mesma Scholberg das facas gaúchas mais valiosas da história). Porém, a importadora mais famosa de todas segue sendo a Casa Laport do Rio de Janeiro. No quesito fabricantes, as primeiras laminas que temos notícias vinham da Schimmelbusch, de Solingen. Houve uma pequena importação de sabres m1821 da cavalaria britânica, fabricados por negócios como a Wilkinson, de Londres.

    ResponderExcluir