segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Toda a beleza da Praça do Patriarcha

Trago aos leitores do blog, uma série de fotos (algumas inéditas) da Praça do Patriarcha entre 1920 e 1932, muito diferente do que restou do local atualmente. São fotos que mostram toda a efervescência da praça que era importante local de encontro dos paulistas daquela época e que pode ser considerada como um dos berços da Revolução de 1932 - pois era ali que aconteciam os mais inflamados comícios e reuniões públicas a favor de São Paulo.

Photobucket

A famosa Mappin Stores domina a paisagem da praça até o ano de 1939, quando atravessa o Viaduto do Chá em direção a Praça Ramos de Azevedo.

Photobucket

Photobucket

No centro da praça, o monumento popularmente conhecido como "cabide". Em 1937 o mesmo foi desmontado e desapareceu em algum depósito da Prefeitura. Será que ainda existe??

Photobucket

Photobucket

Durante a Revolução de 32 era lá que ficava o "placar de arrecadação" da Campanha do Ouro. Repare no mais famoso cartaz da revolução colado na coluna do monumento.

Photobucket

Os capacetes de aço desfilam para a população paulista.

Photobucket

7 comentários:

  1. João Marcos Carvalho10 de dezembro de 2012 14:00

    Note-se, em duas das fotos, guardas civis controlando o trânsito. Um, a cavalo, e outro, a pé. É a nossa velha e querida São Paulo, que ainda era a da garoa.

    ResponderExcluir
  2. Saudades em q a Guarda Civil tinha seu papel reconhecido na segurança pública,papel esse q nos foi usurpado pelos militares golpistas de 1964!!!

    ResponderExcluir
  3. Uma cidade civilizada... Para onde foi??? Destruída, totalmente...

    ResponderExcluir
  4. Não sou desta epoco mas tenho saudade, porque hoJe emdia nem tudo se leva a serio
    boua pate e empurrado com a barriga!!! viva S.PAULO

    ResponderExcluir
  5. Triste como a cultura e a beleza Paulista se perdeu no tempo. O que era uma cidade linda e tranquila virou um lugar cinza, cheio de violência e tristeza. E o pior que nem pode dizer que são os culpados disso, pois, se fizer, você é tachado de xenofóbico.

    De qualquer forma, pelo menos o interior ainda é lindo, tenho orgulho da minha pátria SP. Sempre que vou ao exterior, quando perguntado sobre minha nacionalidade eu digo "sou paulista"

    ResponderExcluir
  6. Lugar lindo, histórico. Tomara que não o destruam para dar lugar a prédios modernos. Eu visitava muito o Mappin, infelizmente só ficou na lembrança.
    CF

    ResponderExcluir
  7. O prédio onde existia a Loja Mappim, hoje é uma outra loja comercial.
    Infelizmente, está muito diferente!
    Já algum tempo, passei eram mais ou menos tres horas da tarde. Na porta muita gente dormindo em cobertores imundos e alguns dormindo juntos com seus cachorros. Acho que isto não está acontecendo mais!...
    O Teatro Municipal que é defronte, também está bastante judiado. Aliás todo centro velho, está agonizando, tudo o que era antigo e belo, está destruído e abandonado pelo poder público.

    ResponderExcluir