quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Caixinha da Moeda Paulista

Trago hoje imagens da simpática caixinha nas cores de São Paulo que acondicionava a Moeda Paulista. Em algumas delas, o poema de Guilherme de Almeida vinha dobrado na parte interna da tampa. Atualmente essas caixinhas são mais difíceis de serem encontradas do que a própria Moeda Paulista.

 photo DSC02071_zps0a600e09.jpg

 photo DSC02075_zps110584d4.jpg

 photo GAZ09JUL1954_MoedaPaulista.jpg

 photo folheto02_zps838c36e3.jpg

2 comentários:

  1. Alterado o 4º verso da primeira estrofe... Era "Feita dos elos imortais do amor", inclusive narrado por César Ladeira.
    De qq modo, não perde o poder de "oração".

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir